Página inicial > Samba > M > Marcela Veiga > Clamor da Negra

Clamor da Negra

Marcela Veiga

Ela


As sombras dos navios negreiros aportaram no
Mar do brasil
Trazendo colares e miçangas
Batuques e tambores
Águas e mágoas de um povo marcado pela dor
Águas e mágoas de um povo marcado pela dor
Águas e mágoas de um povo marcado pela dor

Jabuticaba madura na beira do rio
O negrinho, livre, então sorriu
Brincando de roda, rompendo as cordas
Que ferem a alma de de quem lhe pariu

A roupa branca que a negra lavou
Suja da história do seu senhor
No canto das águas, o seu clamor
Ao som do tambor que liberta almas

Oh, meu senhor
Escute dessa negra o seu clamor
Ah! sinhá, sinhá voou
Para longe do sangue negro que o branco
Derramou

Abre a roda para o orixá, para ele vir te
Abençoar
Traga flores também, para minha mãe iemanjá
Iemanjá, iemanjá

Escravos de jó, jogavam caxangá
Escravos de jó, jogavam caxangá
Jogavam caxangá, jogavam caxangá
Zoeira, poeira, caxangá
Poeira, capoeira, caxangá
Zoeira, poeira, caxangá
Poeira, capoeira, caxangá
Jogavam caxangá, jogavam caxangá

Compositor: Marcela Veiga / Vanessa Juliana / Claudio Bento

Letra enviada por Marcela Veiga

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Marcela Veiga no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS