Mara Lima

Soldadinho

Mara Lima

Vou Tocar o Céu


Um soldadinho de dezoito anos, Se alistou pra cumprir seu dever
Se aproximou perante ao comandante, sempre disposto a lhe obedecer
O comandante, um homem cruel, Soltava gritos de estremecer
O soldadinho, um religioso, orava ao Deus bondoso sem chefe saber

Um certo dia o seu comandanta ficou sabendo o que acontecia
O soldadinho só falava em Deus, isso pra ele era rebeldia
Foi intimado a ir em sua sala, com arrogância o superior dizia:
“Sou eu quem mando neste pelotão, e sua religião é pura fantasia”

O comandante disse ao soldadinho, com a intensão de lhe humilhar
“Tá vendo aquele caminhão no pátio, que há muito tempo está sem funcionar,
Sei que você não sabe dirigir, peça ao seu Deus pra lhe ensinar,
Se dirigir aquele caminhão, vou me ajoelhar no chão e a seu Deus adorar”

O soldadinho entrou na cabine, orientado pelo seu Senhor
Deu uma volta em todo quarteirão, voltou e disse ao seu superior:
“ O caminhão precisa de uns reparos, posso fazer isso para o senhor”
O comandante se ajoelhou no chão, e a Deus pediu perdão
Dizendo: “O caminhão estava sem motor”

Composição: Guatupê e Guaratuba

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Mara Lima no Vagalume.FM

Mais ouvidas de Mara Lima

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS