Página inicial > Rock > M > Maqiavel > Sandra Maldita

Sandra Maldita

Maqiavel


Sandra Maldita
Marciu Jr

Eros a fez minha feroz algoz
E o meu amor ela lhe deu
Por dentre tantas só a via passar
Sandra bebeu deste Romeu

Mas eu errei, eu errei
Quando meus olhos eu fechei assim
Ao lhe beijar, e só abri no fim
Quando mais nada podia fazer por mim

Cantei-lhe trovas, comi a maçã
E o que de mais ela me deu
Logo depois, sem “pois” nem mais “poréns”,
Tomou-me o que já era meu
E hoje eu não sei, eu não sei
Porque diabos ela riu de mim
E só um afã há neste coração
Que clama a ressurreição da sua razão

Só em lhe conhecer, eu presumi
A inocência deste mundo vil
Depois de ti tudo aqui é imbecil

Sandra não quer mais meu amor
E hoje diz que não sou
Nada, ou pouco talvez, do que ela um dia pensou
Não me restou nem sequer um samba
Sangra um coração!

2ª Parte

Sandra não quer mais meu amor
E hoje diz que não sou
Nada, ou pouco talvez, do que ela um dia pensou
Hei de cantar em voz nua e crua a tua maldição

Manda um bilhete pra mim
Dentre dizeres chinfrins, diz:
De tudo que viveu, a pior coisa sou eu
Não me restou nem sequer um samba
Sangra um coração!

Compositor: Marciu Jr

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Maqiavel no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS