Página inicial > World Music > M > Mano Giga > Vírus da Cena (Part Raul Real)

Vírus da Cena (Part Raul Real)

Mano Giga


Quantos me visaram tentando chegar até aqui
Os momentos não são fáceis
mas eu tive que seguir
Eu sei que a estrada é sofrida
Mas tenho a cabeça herguida
Nesse plano quem duvida
Somos o vírus da cena

E eu sei que o tempo passa e é raro
Mas sempre vou prosseguir
Buscando o melhor da vida aqui
Sempre bem perto de mim

Um novo som e a batida
Pois a levada é movida
De muita erva e bebida
e eu já não vejo problema

Part: Mano Giga

Sem problema, Sem algema
Não confunda o meu dilema
Quando vejo qual saída correndo desse sistema

Tentando erguer a vida dois caminhos
e um é check
Lembro dos flash altos back fazendo Rap
e não teste
Centro-oeste, Df, Nordeste nem o mundo inteiro
Resumo pra quem vive um absurdo por dinheiro
Corrupção dessa sina que te invade te alucina
Transportando cocaína, Codeína e quem assina

Mas tô calmo tenho um plano minha Gang no poder
Microfone nunca ausente
minha Vertente pra dizer
O que se passa nessa casa
quando embraza o narguilé
Faz mim casa ser sú casa degustando do lazer

Quantos me visaram tentando chegar até aqui
Os momentos não são fáceis
mas eu tive que seguir
Eu sei que a estrada é sofrida
Mas tenho a cabeça erguida
Nesse plano quem duvida Somos o vírus da cena

E eu sei que o tempo passa e é raro
Mas sempre vou prosseguir
Buscando o melhor da vida aqui
Sempre bem perto de mim

Um novo som e a batida
Pois a levada é movida
De muita erva e bebida
e eu já não vejo problema

Part: Raul Real

Meu Tênis é Nike, Trouxe meu leean
A vida é curta demais
por isso é que eu vou curtir
Se quer vir comigo Só vamo embora agora
Tenho Cerveja Gelada e maconha até umas horas

Não vou julgar seu verso
confesso que também peco
Só tive duas escolhas
e peguei o caminho mais perto
Mas sigo invicto e é isso que importa
Eu planto o que é bom
pra colher o melhor na Horta

Sem cara feia sem papo torto na régua
Não devo satisfação da minha vida
Pra boca suja que só fala merda
Não fode me erra
Me esquece não impera sem reino sem rumo
a vida te leva

Pra fora da Jaula então passa batido de lado
Não escuto conselho de Rapper arrombado lascado
Sem treta com o truta matuta chapado virado
Esquina que eu piso é prego
pro seu velho calçado

Quantos me visaram tentando chegar até aqui
Os momentos não são fáceis
mas eu tive que seguir
Eu sei que a estrada é sofrida
Mas tenho a cabeça erguida
Nesse plano quem duvida Somos o vírus da cena

E eu sei que o tempo passa e é raro
Mas sempre vou prosseguir
Buscando o melhor da vida aqui
Sempre bem perto de mim

Um novo som e a batida
Pois a levada é movida
De muita erva e bebida
e eu já não vejo problema

Compositor: Mano Giga, Raul Real

Letra enviada por Mano Giga

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Mano Giga no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS