Página inicial > World Music > M > Mano Giga > Minha Vertente

Minha Vertente

Mano Giga


Don't think no confront
Gyg club no autofalante
Virado desde ontem mais prossigo e vou além
Acende um na blunt que eu tô na paz de gandhi
Na voz mano gigante sistema é meu refém

Não existe um porém só vivo daquilo que falo
Com a gyg é do bem fumaçando por todos os lado
Escrevendo rap em bases de trap
E o grave batendo na mente
É mais uma track, fogo no back inspira minha vertente

O sonho que vivo do gueto vem das ruas que inspira
E é desse jeito perfeito que vou seguindo minha trilha
De nave rasante o meu horizonte
Em frente ao planalto central
Brasília sublime minha ilha bandida
Seu vulgo ainda marginal

E é tão normal o povo derrubando o poder
Chegando ao final manifesto pra se defender
Projetos de lei visando seus bens mais essa cena mudou
Somos todos herdeiro e não é só por dinheiro
Essa luta ainda não terminou

Não dá mais pra esperar passou tempo demais
Vamos legalizar e cultivar a paz
Cada dia que passa uma nova ameaça sobrevivo a guerra
Se vira na raça e a mira na caça essa missão não encerra

E é tão banal manipulando através de tv
Sensacional são noticias da mídia privando você
Tirando seu sono roubando seus sonhos
Em meio ao seu dia-a-dia
Esses são os planos de um mundo tirano
E eu sou da periferia

Aperta um do verde enquanto elas rebolam no meu som
Pelas ruas da cidade apreciando chandom
Não dá pra esquecer então faça valer
Grandes jovens garotas a procura de mais prazer
Aperta um do verde enquanto elas rebolam no meu som
Pelas ruas da cidade fumaçando um do bom
Só quero o que é meu e é isso que sou
Grandes jovens garotos a procura de um novo show

Não vejo problema liberdade de algema
Se é ordem e progresso brasil
Ouve o verso sabotaram o sistema
Poe as cartas na mesa quero te ver de perto
Muita calma e leveza no plano
Assim o jogo vira e no final dá certo

O jogo é pra ganhar e eu não vou sair
Tem que saber chegar zoar se divertir
Porque a vida prepara e só você pode lutar a final
Segue a risca e não para vamos juntos pra chegar no final

Não dá mais pra esperar passou tempo demais
Vamos legalizar e cultivar a paz
Cada dia que passa uma nova ameaça sobrevivo a guerra
Se vira na raça e a mira na caça essa missão não encerra

E é tão banal manipulando através de tv
Sensacional são noticias da mídia privando você
Tirando seu sono roubando seus sonhos
Em meio ao seu dia-a-dia
Esses são os planos de um mundo tirano
E eu sou da periferia

Aperta um do verde enquanto elas rebolam no meu som
Pelas ruas da cidade apreciando chandon
Não dá pra esquecer então faça valer
Grandes jovens garotas a procura de mais prazer
Aperta um do verde enquanto elas rebolam no meu som
Pelas ruas da cidade fumaçando um do bom
Só quero o que é meu e é isso que sou
Grandes jovens garotos a procura de um novo show

Show, show, show

Giga, giga, giga
Giga, giga, giga
Giga, giga, giga
Giga, giga, giga
Giga, giga, giga
Giga, giga, giga

Brr

Alô, alô, alô

Giga, giga, giga

Letra enviada por Mano Giga

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Mano Giga no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS