Página inicial > World Music > M > Mano Giga > Malandro pra Colar

Malandro pra Colar

Mano Giga


Tem malandro pra colar quando tá bom
Tem malandro pra sumir quando tá ruim
Tem malandro que só que cheirar
sentar em um bar e vira um copo de rum (Neah)

Será que tem treta com o vício
Ou problema de família em casa
Ou será que é a porra do Brasil
O tempo ta se passando e nego não tá vendo nada (oh)

Tem malandro pra colar quando tá bom
Tem malandro pra sumir quando tá ruim
Tem malandro que só que cheirar
sentar em um bar e vira um copo de rum

Mãos para o alto exibindo as taça de dom Perreon (uh)
Tome do meu copo Fume do meu Beck
Me chama de amor e degusta do meu som (Prr)

Viajei pra muito longe Longe eu cheguei
Vi que o sonho era grande logo eu conquistei
Expressão de opinião nois e dog bandidão (Raww)
Rasga saco de ração visão de Seisei

Fechamento com os irmão Viga a lei severa
Não ando na contra-mão nem penso em dar trela

Meus passos armados pensados à frente
Entre amassos no carro e ela pede contente

Uma taça de Vinho Ou de Champanhe
Me pergunta querendo saber
Ou somente um alguém que te acompanhe
nessa noite eu só quero Prazer

Vamo embora lá em casa que te mostro uns Hit's
Só pra eu arrancar seu batom
Já tenho fechamento do Feat treme toda a city
Quando ligo os grave do som

Só Acredite que é Puro E é real
Compromisso por Nossa cultura
Pra esse vício Uma dosagem ideal
Eu faço isso com tanta ternura

Colecão os beats Fazendo meus Hit
Na favela City fumando um do bom
Contenção dos Kit Não vem dar palpite
Gang sem limite Estourando Chandon

Tem malandro pra colar quando tá bom
Tem malandro pra sumir quando tá ruim
Tem malandro que só que cheirar
sentar em um bar e vira um copo de ruum (Neah)

Será que tem treta com o vício
Ou problema de família em casa
Ou será que é a porra do Brasil
O tempo ta se passando e nego não tá vendo nada (oh)

Tem malandro pra colar quando tá bom
Tem malandro pra sumir quando tá ruim
Tem malandro que só que cheirar
sentar em um bar e vira um copo de ruum (Neah)

Mãos para o alto exibindo as taça de dom Perreon (uh)
Tome do meu copo Fume do meu Beck
Me chama de amor e degusta do meu som (Prr)

Então acelera não espera
Que a vida é bela e singela
E Eu tô no Jogo por ela
Por isso eu vim conquistar

Na mesa a ganja e as numera
Então bota fogo na vela
Deixa que os pela ramela
Que eu Tô pronto pra ganhar

Só vai beber do meu copo
Quem passou sede comigo
Pois antes de virar sócio
Primeiro foi meu amigo

Na contenção na função
vivendo do meu dia a dia
Fortalecendo a quebrada
conexão sem ironia

Falo daqueles que só querem ta por perto
Andando só pelo certo mais um membro da família esperto
Não se contenta com a visão dentro da população
Quando a manifestação já não tem mais Sucesso

Em meio ao verso
Em meio ao verbo que se fez carne
Mais hoje em dia ninguém se sabe
Tô com o ingresso e é só o que peço
não ser o inverso de um mal sucesso que vingou tarde

Mais sei por onde ando e não penso em tropeçar
Pois sei bem o que quero e é Money pra poder gastar
Dentro do carro com motor ligado o som
treme no talo pronto pra poder partir pra algum outro lugar

Vejo o que essa nova era tem a te oferecer
Cada minuto que se espera menos tempo pra você
Não se sufoca, suporta Mete logo o pé na porta
Pra alcançar o peso da cota Sempre forte pra vencer

Então Abra bem os seus olhos Agora
E enxergue o mundo ao seu redor
Varios Plano almejando vitória
Pra quê pensar no pior

Saiba bem onde andar na vida
Veja em quem vai confiar no plano
Nunca deixe de seguir a batida
Visão sempre Gangstar meu mano

O movimento vai crescendo cada vez mais forte
E eu sigo calmo firme sempre de olhos nos malote
Então acredite que não é sorte pra ficar pacote
no camarim copo de lean Rolê de Sul a norte

De Giro pela cidade sobra de sagacidade
Malandro Só os de verdade que o resto vira lazer
Na Gyg só dá beldade perfumada vaidade
brota e gira a té mais tarde confirmada no rolê

Tem malandro pra colar quando tá bom
Tem malandro pra sumir quando tá ruim
Tem malandro que só que cheirar
sentar em um bar e vira um copo de rum (Neah)

Será que tem treta com o vício
Ou problema de família em casa
Ou será que é a porra do Brasil
O tempo ta se passando e nego não tá vendo nada (oh)

Tem malandro pra colar quando tá bom
Tem malandro pra sumir quando tá ruim
Tem malandro que só que cheirar
sentar em um bar e vira um copo de rum (Neah)

Mãos para o alto exibindo as taça de dom Perreon (uh)
Tome do meu copo Fume do meu Beck
Me chama de amor e degusta do meu som (Prr)

Letra enviada por Leandro Lima

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Mano Giga no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS