Serei

Maneva

Teu Chão


Serei, uma flor se for preciso ser
Colher, o orvalho da tua manhã
Serei mártir, se for necessário
De ideais precários se preciso for

Deixarei que me rasguem a pele
E com ela selem o cavalo do amor
Eu reviro as minhas entranhas, pra entender porque tuas danças
Nunca deixam de habitar o meu moral
Sei que tudo tem começo, meio e fim esse é o preço
Quando estou entre seus rins é o fim que trás

Satisfação da alma fêmea, sensação da mais suprema
Que explode no meu corpo dilatado
Nossas partes siamesas, já cansadas da proeza
De buscar o tal prazer que é tão fugaz 2x

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Maneva no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS