• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Sei lá, como não cedo aos fatos e já desisto de tentar
    Já cansei de ver eu me machucar
    Tentei esquecer as promessas jogando as memórias pro ar
    Mas fazer o que?
    Se eu respiro ar

    A solidão, me dobrou e me jogou ao chão
    Amarga dor, me roía no interior
    E me marcou, abriu corte que sangra as memórias do amor
    Nem sei, se as verdades que digo faz par com que sinto sei lá
    Sei que derramei sal do meu olhar

    Lembrei, de uma manhã gelada o ar era fumaça a embaçar
    Lembro que sorriu vendo eu chorar
    Não temo o chão, tenho amigos que se mostram irmãos
    Não temo a dor, pois sem ela não existe o amor
    A cicatriz, é o que nos faz lembrar que o passado é real 2x

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Maneva

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.