Página inicial > Rock Alternativo > M > Mamonas Assassinas > Uma Arlinda Mulher (ao Vivo)

Uma Arlinda Mulher (ao Vivo)

Mamonas Assassinas


Muito bem meus amigos, vamos agora unir nossas forças...
e num momento de união, que faz açúcar, vamos lembrar da mulher amada!
aquela mulher que quer que você corte o cabelo... aquela mulher, que
mudou a sua vida e fez você tomar banho e escovar os dentes...que briga
com você quando você põe o dedo no nariz e cola de baixo do sofá...
Essa desgraçada...que com certeza é palmeirense, hehehe...
que briga com você, quando quer assistir um jogo de futebol.
ela quer assistir novela reprisada.
olhe para
os olhos dessa mocréia, e diga essas palavras de amor!

Te encontrei toda remelenta, estronchada num bar entregue às bebida
Te cortei os cabelos do sovaco e as unhas do pé e te chamei de querida
Te ensinei todos os autos-reverse da vida e o movimento da translação que faz a terra girar
Te falei que era importante competir, mas te mato de pancada se você não ganhar

Você foi agora a coisa mais importante que já me aconteceu neste momento e em toda minha vida
Um paradoxo do pretérito imperfeito, complexo com a teoria da relatividade
Num momento crucial um sábio soube saber que o sabiá sabia assobiar
E quem amafagafar os mafagafinhos, bom amafagafigador será

Te falei que o pediatra é o doutor responsável pela saúde dos pé
O zoísta cuida dos zóio e os oculista, Deus me livre, nunca vão mexer no meu (tira o dedo daí o rapaz!!)
Pois pra mim você é uma besta mitológica com o cabelo pixaim parecida com a Medusa
Eu disse isso pra rimar com a soma dos quadrados dos catetos é igual à porra da hipotenusa

Você foi agora a coisa mais importante
que aconteceu neste momento até hoje em toda minha vida
Um paradoxo do pretérito imperfeito, complexo com a teoria da relatividade
Num momento crucial um sábio soube saber que o sabiá sabia assobiar (miau, hehe!)
E quem amafagafar os mafagafinhos, bom amafagafigador será (muito bem!)

Eu fundei a associação internacional de proteção às borboletas do Afeganistão ( e daí? )
Te provei por B mais C que as meninas dos teus olhos não tem menstruação (e daí )
Dar um prato de trigo pra dois tigres
e ver os bichos brigando é legal que só (miau)
Pois no tira e põe, deixa ficar da vida serei sempre seu escravo de jó

Logo agora que você estava quase entendendo o que eu estou falando
A canção está acabando e o CREUZEBEK está abaixando ali o volume
E você não entende nada mesmo porque eu não sei
porque estou falando este monte de besteiras!

Eu tava conversando esses dia, com o pessoal lá da 89fm, tem os amigo né?
tem o Tião, Mi, o Xexéu, aquele monte de gente feia pra porra!

E eu não estou aguentando mais, tá doendo minha garganta, eu tenho que
fazer gargarejo com vinagre e sal, soltei um peido aqui em cima,
quem cheirou tudo foi esse viado e desgraçado aqui!

Eu não aguento mais e estou dormente, pelamordedeus, pare com essa
PORRA!

Compositor: Dinho E Bento Hinoto

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Mamonas Assassinas no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS