• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Informações do Álbum Velha-Guarda 22
    Ouvir álbum completo Velha-Guarda 22 Ano de lançamento: 2006
    1. Pra Abrir Nosso Caminho
    2. Vô-Q-Vo
    3. Festa/Luta
    4. Minha Mãe Diz
    5. Verso Ímpar
    6. Timaia
    7. Morte & Vida Pequenina
    8. Assim Falou Sun-Ra
    9. Morte Chamando
    10. Bença, Balanço e Chumbo Grosso
    11. Zulu/Zumbi
    12. Bela Fera
    13. Vai!
    14. Pra Encerrar esse Ciclo

    x
    Ver discografia completa »
    Play
    PLAY

    A história se inicia num momento bem distante do tempo atuante, num cenário em que elefantes, mamutes e mutantes eram coadjuvantes. Mas pra ser preciso, eu preciso citar o exato instante: foi da primeira vez que um africano tocou o tambor, lançou o ritmo, a batida ancestral. Que tal? Tamo aí até hoje, o orador e mais o produtor da percussão digital - pois em algum ponto além do mar azul, entre o sul do Bronx e a África do Sul, foi forjada a fundação da Nação Zulu. Aqui nasceu Nação Zumbi, maracatu com manobra de b-boy, original, não tem igual. Além disso, eu posso comentar com critério; não falha, Jorge Du Peixe e Lúcio Maia mixado ao Mamelo - fala sério - Zumbi/Zulu em stereo.
    (REFRÃO) Zumbi, Zulu, Zulu, Zumbi - seja Zumbi ou Zulu!
    Achei meu OM, meu OM é o som, como spray ou krylon, é o que dá cor, é o dá tom. Achei meu om meu om é o som, ommmmmmmmmm. Explosão sucinta, de verdade, profunda, não afunda. E quando você cai em si, já tá mexendo a bunda, a mão já tá no céu, se libertando do breu, num contato de primeiro grau com a essência do seu eu. É seu, todo ritmo que se torna íntimo, poesia extensão de mim que já não é minha. Música pra ouvir com amigas, música pra ouvir sozinha, música pra ouvir mil watts e pra ouvir baixinha. Somos de tribos já extintas, se pintavam com tinta, batiam os pés no chão, a mão na outra mão, a mão no tambor e seja como for... Salve a verdadeira música de louvor!
    (REFRÃO)
    A céu aberto, sem limite, saco o krylon - mais uma interação certeira já no bom tom. Eon colado na emenda que nem teflon, todos os nervos alterando a serviço do som. Motor movido a uma Arkestra no ouvido, e nunca cansa sem surdina no sonido. Umbilical mas sem enfeite no umbigo, lançando o sub-som no gosto pelo infinito. Dropar bem alto a torre cheia de falantes, gritando até o amanhecer fazendo antes, tocando a voz do rec/play no diamante. Vejo fios e raízes lá no horizonte, e o grave levantando o chão como num vôo rasante. Mamelo e Nação Zumbi fazendo o levante: Zum-zum-zum-zum-zum-zum-zum-zum Zumbi, Zumbi.
    (REFRÃO)

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Mamelo Sound System

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.