• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Era um cômodo, incômodo
    Sujo como dragão de komodo
    Úmido, eu homem da casa aos seis anos
    Mofo no canto, todo, tv, engodo
    Pronto pro lodo
    Tímido, porra, somos reis, mano
    Olhos são eletrodos, sério, topo
    Trombo corvos
    Num cemitério de sonhos
    Graças a leis, planos
    Troco de jogo, vendo roubos
    Pus a cabeça a prêmio
    Ingênuo, colhi sorrisos e falei vamos!
    É um novo tempo, momento pro novo
    Ao sabor do vento
    Me movo pelo solo onde reinamos
    Pondo pontos finais na dor
    Como doril, anador
    Somos a luz do senhor, pode crer, tamo
    Construindo, suponho não, creio, meto a mão
    Em meio à escuridão, pronto, acertamos
    Nosso sorriso sereno hoje é o veneno
    Pra quem trouxe tanto ódio pr'onde deitamos

    Quem costuma vir de onde eu sou
    Às vezes não tem motivos pra
    Seguir
    Então levanta e anda, vai
    Levanta e anda, vai
    Levanta e anda
    Mas eu sei que vai, que o sonho te traz
    Coisas que te faz
    Prosseguir
    Vai, levanta e anda, vai
    Levanta e anda, vai
    Levanta e anda, vai
    Levanta e anda, vai

    Irmão, você não percebeu que você
    É o único representante
    Do seu sonho na face da terra?
    Se isso não fizer você correr, chapa
    Eu não sei o que vai

    Eu sei, sei, cansa
    Quem morre ao fim do mês
    Nossa grana ou nossa esperança?
    Delírio é
    Equilíbrio entre nosso martírio e nossa fé
    Foi foda contar migalha nos escombros
    Lona preta esticada
    Enxada no ombro e nada vim
    Nada enfim, recria
    Sozim, com alma cheia de mágoa
    E as panela vazia
    Sonho imundo
    Só água na geladeira
    E eu querendo salvar o mundo
    No fundo é tipo david blaine
    Mãe assume, pai some
    De costume, no máximo é um sobrenome
    Sou terror dos clone
    Esses boy conhece marx, nóis conhece a fome
    Então cerre os punhos, sorria
    E jamais volte pra sua quebrada
    De mão e mente vazia

    Quem costuma vir de onde eu sou
    Às vezes não tem motivos pra
    Seguir
    Então levanta e anda, vai
    Levanta e anda, vai
    Levanta e anda
    Mas eu sei que vai, que o sonho te traz
    Coisas que te faz
    Prosseguir
    Então levanta e anda, vai
    Levanta e anda, vai
    Levanta e anda, vai
    Levanta e anda

    Somos maior, nos basta só
    Sonhar, seguir!

    Letra enviada por Playlists Do Vagalume
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Malhação

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.