Página inicial > Gótico > M > Maldita > Sinfonia (para Golgota)

Sinfonia (para Golgota)

Maldita


Terra, industrial
Com plataformas de mármore
Dizem, que lá tem anjos
E eu quero uma alma também.
Chama, azul escura
E as garotas da fábrica.

E elas eram tão sujas
Precisava te contar
E dá um sorriso pra mim

Roma, siderúrgica
Vade retro a Satanás.
Dizem, que lá tem torres
E pirâmides e fendas metálicas.

Às garotas:
Não façam nada que eu não faria.

Ânima, ânima animale
Febrecito Sterium Argetum
Ânima, ânima animale
Febrecito Sterium Argetum

Sinto muito ter que te dizer...
Sinto muito ter que te falar...
Mas para mim tudo bem.
Sinto muito ter que te comer...
Sinto muito ter que te falar...
Abuse de mim também.

Meu corpo foi longe demais
Mas nunca o suficiente.

Ânima, ânima animale
Febrecito Sterium Argetum
Ânima, ânima animale
Febrecito Sterium Argetum

Terra, do sol escuro
Com suas fadas metálicas
Dizem, que lá tem varias
E eu quero a minha também.
Sonho, com um anjo
Que poderá me tirar daqui...

Ânima, ânima animale
Febrecito Sterium Argetum
Ânima, ânima animale
Febrecito Sterium Argetum

Animale, Animale, Ânima
Animale, Animale, Ânima
Animale, Animale, Ânima
Animale, Animale, Ânima.


By - Andrezza Burns

Compositor: Erich Mariani

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Maldita no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS