Página inicial > Gótico > M > Maldita > Paraiso Perdido

Paraiso Perdido

Maldita


Dizem
Para acreditar nas palavras,
Mas as palavras não me dizem nada
Prefiro não me expressar, nunca mais por que a música
Que toca nos seus teus ouvidos, bota a faca na tua mão
E te instiga a matar

Neurótico! Descontrolado! Sem limites!
Se sentindo com o rosto cortado!
Psicótico! Ninguém confia em mim! Traído!
Minha vingança não vai ter fim

Vocês me conheceram a caminho do inferno
Então me leve para casa, não tem problema,
Eu espero
Mas então acredite, mas não acredite
Pois o que eu preciso, é o que eu desejo

Homicídio! Estado prepotente! Com sangue na mão!
Se sentindo com o rosto demente! Psicótico!
Não chegue perto de mim! Queria ter controle
Mas não é tão fácil assim!

Vocês me conheceram a caminho do inferno
Então me leve para casa, não tem problema
Eu espero
Mas então acredite, mas não acredite
Pois o que eu preciso, é o que eu desejo
Cortado, julgado, vendido
No ódio e no mal entendido, traido, bem vindo...
Ao meu paraiso perdido...

Homicídio! Estado pré-potente! Com sangue na mão!
Se sentindo com o rosto demente! Psicótico!
Ninguém confia em mim! traido!
Minha vingança não vai ter fim!..

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Maldita no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS