Página inicial > Gótico > M > Maldita > Homem Com O Rosto Cortado

Homem Com O Rosto Cortado

Maldita


Nós fomos chamados para detetizar a casa, mas o solo está amaldiçoado
Meu corpo está dançando, minha face está mudando
Eu era um verme, apenas um verme
Tentei disfarçar, mas estava em minha pele
Está crescendo, está respirando
E as crianças vão cantando
E elas pensam o que eu penso

Somos todo o mal aqui dentro
(somos todo o mal aqui dentro)

Janelas do mundo externo
Criam nosso próprio inferno
Que parece estar tão longe
E está tão perto

Sou um vingador
Mato com amor
Conserto a sua dor
Sou o homem com o rosto cortado

Eu vou cortar os pulsos
Eles não aceitam mais os seus insultos
E o meu corpo está cortado
Sangue estanca, está escorrendo
E os demônios, e as crianças e os cachorros passam correndo
E o que antes era o antídoto,
Agora é o próprio veneno

Janelas do mundo externo
Criam nosso próprio inferno
Que parece estar tão longe
E está tão perto

Sou um vingador
Eu mato com amor
Conserto a sua dor
Sou o homem com o rosto cortado

Janelas do mundo externo
Criam nosso próprio inferno
Que parece estar tão longe
E está tão perto

Sou um vingador
Mato com amor
Conserto a sua dor
Sou o homem com o rosto cortado

Compositor: Erich

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Maldita no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS