Página inicial > Gótico > M > Maldita > Garoto Nero

Garoto Nero

Maldita


Fantasma, materno, eu assisti seu rosto a noite inteira
Na televisão
Tão jovem, desperto, e você sabe que eu podia te educar
Mas não é tão fácil...
Como um delírio ou uma alucinação
Agora está escuro
Desça as escadas mas tome cuidado, meu filho
Não olhe para trás.

Eu sou o garoto Nero
Eu sou o garoto Nero

Não sei aonde vou, não sei quem eu sou.

Eu sou um garoto Nero
Eu sou o garoto Nero

Sra. Pele Morta, Zarcruder, Amanhecer cinzento lhes peço com respeito
Acabe agóra com a repressão.

Eterno, inverno
Eu só queria te dar algo, para você
Se lembrar de mim
Um corte, profundo , a dor esta fazendo vocce recordar
Do que você é feito com o que você sonha?
Qual seu desejo mais reprimido, quais são os impulsos
Que te mantem vivo.


Traumaturgico! Repressão!
Introduza o garoto no molde e faça 1000000 de cópias dele
Traumaturgico! Convulsão!
Faço com que se sinta humano, mas em hipótese alguma transgredir à lei
Paranóia! Inconsciente!
E olhe só estes dentes?! Estão mais podres que as artérias do meu coração!
Espasmódico! Convulsão!
Os seus pais, a sua sombra e a polícia, estão todos de olho em você garoto.
O destino

Compositor: Erich Mariani

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Maldita no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS