Página inicial > MPB > M > Magribas > Superficial

Superficial

Magribas


Eu vejo tudo, eu vejo o mundo
Vejo sonhos no ar
E pessoas correndo do tempo tentando alcançar
Eu sei de tudo, de todo mundo
E até consigo sentir
lágrimas caírem do rosto de quem não consegue rir
E o vazio de quem já nem tem motivos... pra viver

E de repente não sei mais nada
Só penso em seguir
Não sei de tudo, sou todo mundo
Até consigo sonhar
E é tão bom, mas superficial
Que eu me seguro pra não correr atrás

Pois lá no fundo eu estou acordado
E ainda posso sentir
Lágrimas cairem do rosto de quem chora ao invés de
rir
E o vazio de quem já nem tem motivos... pra viver

Você me vem com um novo medo e eu digo
Que não é difícil ser feliz
Você me vem com pesadelo e eu digo
Que não é difícil ser feliz

Eu vejo tudo, eu vejo o mundo
Vejo sonhos no ar
E pessoas correndo do tempo tentando alcançar...
Lágrimas... e o vazio de quem já nem tem motivos
Pra viver

Você me vem com um novo medo e eu digo
Que não é difícil ser feliz

Compositor: Rodrigo Silva Nader

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Magribas no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS