Molotov

Madame Saatan

Madame Saatan


Eu sinto a solidez de um corpo estranho em meus olhos agora,
O tempo dispara suicida
Personagens em nĂłs
As horas, silĂȘncio do lugar.
Sem pressa pra esquecer de mais nada
Até a nova despedida, palavras distorcidas.
Sentindo a rigidez de alguns pensamentos
Indo embora
DĂșvidas se aproximando
Certezas que chegaram tarde
Talvez, escreva o q eu nĂŁo possa antes de apagar.
Eu vivo a solidĂŁo Molotov
Lugar que caĂ­mos de vez em quando
Sintonia,
Vinho pq deixar em cada linha solta
Um adeus depois certeza q sempre haverĂĄ sentido algum
Aquelas palavras escondem o que a respiração denuncia
Sentindo a rigidez de alguns pensamentos
Indo embora
DĂșvidas se aproximando
Certezas que chegaram tarde
Talvez, escreva o q eu nĂŁo possa antes de apagar

Sentindo a solidez do que Ă© volĂĄtil em silĂȘncio
Sentindo o q a respiração denuncia
Sentindo a solidez do q Ă© volĂĄtil em silĂȘncio
Sentindo o q a respiração denuncia

As horas, silĂȘncio do lugar.
Sem pressa pra esquecer de mais nada
Até a nova despedida, palavras distorcidas.

(solo de guitarra)


Ironia desfez o endereço falso em nossas primeiras ruas
O que a realidade
Transformou na melhor e pior desculpa
Algum fragmento, alguma forma,
Do que nunca vivemos, mas q dissemos.
Ainda haverĂĄ algum tempo
DĂșvidas se aproximando
Certezas que chegaram tarde
Talvez, escreva o q eu nĂŁo possa antes de apagar.

Sentindo a solidez do que Ă© volĂĄtil em silĂȘncio
Sentindo o q a respiração denuncia
Sentindo a solidez do q Ă© volĂĄtil em silĂȘncio
Sentindo ...

Compositor: Sammliz

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Madame Saatan no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS