Gotas Em Caos

Madame Saatan

Madame Saatan


Quando a chuva escorre pensamentos caem
Gotas em caos de selva avenida
Se o calor do outro no teu corpo
Enrolado do solto para brindar o dia

Se o encanto serve para qualquer moléstia
Para curar encosto olho grande de ironia

Acontece vinga como rio que vaza
Acontece vinga como rio que vaza

Estranhos te lembra alguém que passou
Estranhos te lembra alguém que se perdeu

Quando vĂȘ passar o tempo como rio
Que também é teu sangue e glória
Se o inferno é o céu do dia-a-dia
Que passa devagar e morno

SĂł vivendo a pressa
De andar em brasa
Perguntando o que preza
E o que quer agora

Acontece vinga como rio que vaza
Acontece vinga como rio que vaza

Estranhos te lembra alguém que passou
Estranhos te lembra alguém que se perdeu
Estranhos te lembra alguém que passou
Estranhos te lembra alguém que se perdeu

E quando vĂȘ passar o tempo como rio
Que também é teu sangue e glória
E se o inferno é o céu do dia-a-dia
Que passa devagar e morno

SĂł vivendo a pressa
De andar em brasa
Perguntando o que preza
E o que quer agora

Acontece e vinga como rio que vaza
Acontece e vinga como rio que vaza

Estranhos te lembra alguém que passou
Estranhos te lembra alguém que se perdeu
Estranhos te lembra alguém que passou
Estranhos te lembra alguém que se perdeu a muito tempo

SĂŁo gotas em caos de selva avenida
SĂŁo gotas em caos de selva avenida
SĂŁo gotas em caos de selva avenida
SĂŁo gotas em caos de selva

Compositor: Sammilz

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Madame Saatan no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS