Devorados

Madame Saatan

Madame Saatan


A noite acordam e são devorados
Eles os mesmo, as ruas, as horas
Sentem o que acham que existe
Por que temem e não descobrem
Desespero, ordem das almas insones
Fingem e costumam estar

Dormindo nos braços da estátua
Com folhas nos dentes

E então histórias em sombras de glórias
Não dizem nada
E então histórias em sombras de glórias
Fingem e costumam estar.

Compositor: Sammliz

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Madame Saatan no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS