La Rebelión (tradução)

Macaco


A Rebelião


Prisioneiros bastardos bandidos, idiotas, tolos, venaos sem fé

ratos esquecer alto casca

não se ajoelhar, mas você vê-los cair

bravo marcaos baixos ou sem dentes

você vê hoje não é amanhã

arremessos prostitutas Palante sem clientes

saíram às ruas gritando tão alto

petaban ouvir as pessoas gritando. Ele nã

parar de correr e não falar de política

partido ou não está usando laços

desnecessário para eles e caminho a pé

É uma rebelião dizer hoje é feriado

e não me diga o seu mamon vida

eles não estão interessados

esforço rico sozinho sem dale xanantes proprietário novamente. Coiote

e antiga, mas cuspir e reclamar

não chegar à frente ou cair

bobos da vila rir e mijo

hoje é seu dia para ver descobrir

macacos famintos querem raiva briga

Cantar, cantar, cantar e tirar a gravata. Ver

e você respirar melhor

La Rebelión


Presos, bastardos, mangantes, tarados, locos, venaos y sin fe,

ratas de olvido de fuerte ladrido

no se arrodillan aunque tú los veas caer

gachos valientes marcaos o sin dientes

hoy los ves mañana no se

putas sin clientes echadas palante

salieron a la calle gritando tan fuerte

que los oídos petaban la gente chillaba

no paraba de correr y no te hablan de política

ni son de partido, no llevan corbata

ni falta les hace camino y a pie

Es una rebelión dicen que hoy es día de fiesta

y no me cuentes tu vida mamon

que ellos no les interesa

Ricos de empeño solos y sin dueño xanantes del dale otra vez,

coyotes ya viejos pero que escupen y se quejan

no te pongas delante o caerás,

bufones de aldea que se ríen y se cabrean

hoy es su día a ver entérate

macacos hambrientos con ganas de bronca de bronca

Cante, cante, cante y sáquese la corbata

y vera que respira mejor.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS