Página inicial > Pop/Rock > L > Luxúria > Frankenstein do Subúrbio

Frankenstein do Subúrbio

Luxúria

Luxuria


Por detrás daquelas árvores
já dava pra ver o seu semblante triste
sentado no banco da praça, sozinho
Não ouviu nada do que eu disse
andava rodeado
tudo era vazio
não dizia nada
no chão procurava as migalhas
as migalhas
como se fosse um cão de rodoviária
pedindo os restos pro cara
que ainda vai chutar a sua lata
tente despertar
do sonho escuro onde você se acomodou
um dia quero ouvir sua voz bem alto
e não ter que sentir pena
quando eu passar
pela praça com pressa
um dia quero ouvir a sua voz bem alto
e não ter que sentir pena
eu gostaria de te ajudar
a enxergar um mundo bem maior do que um quarteirão
cheio de gente doente
que vive na cola de quem ta com a droga na mão
andava rodeado
tudo era vazio
não dizia nada
no chão procurava as migalhas
as migalhas
como se fosse um cão de rodoviária
pedindo os restos pro cara
que ainda vai chutar a sua lata
tente despertar
do sono escuro onde você se acomodou
um dia quero ouvir sua voz bem alto
e não ter que sentir pena
quando eu passar
pela praça com pressa
um dia quero ouvir a sua voz bem alto
e não ter que sentir pena
trancafiou seu coração
vivia olhando pro chão
se ele soubesse o quanto perde
sendo mais um Frankenstein
do subúrbio
tente despertar
do sonho escuro onde você se enfiou
um dia quero ouvir sua voz bem alto
e não ter que sentir pena
quando eu passar
pela praça com pressa
um dia quero ouvir sua voz bem alto
e não ter que sentir pena

Frankenstein do Subúrbio

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Luxúria no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS