Página inicial > Hip Hop > L > Luiz, o Visitante > A 15ª Lei de Greene

A 15ª Lei de Greene

Luiz, o Visitante

O Novo Nostradamus


[jean jotacê]
Sigo na luta, na paranoia
Desculpa se não sou noia
Se cê só gosta de ouvir sempre a mesma b*sta
Sem conteúdo, como tudo que eu vejo
Só desejo acabar com tudo e que se f*da
(se não gostar de mim é so não dar o play)
Mc's 'pé de breque' que acha que fumar um béque
Um beat boom bap te garante um bom rap
Né é assim não moleque, dá uma atenção
Vim acabar com os c*zão, mc's ramelão
Batalha ideologia, contra música sem lógica
Vou usar minha melhor arma na batalha
Que é o mic
E que se f*da seu nike, se liga no meu naipe
Acabo com todos frente-a-frente, não pelo skype
Ideia que ninguém curte, atrasado igual orkut
Ideologia de... burro
Igual o presidente da cut
Fala que tá na ativa, mas eu vejo que é passivo
Pros novos mc's, pois meu verso é nocivo

[pac-man]
O rap já faz parte do meu cotidiano
Passa rap, passa ano, e eu continuo rimando
Improvisando com meus parça
Passa até ligeiro o tempo
Tipo passo e o descaso, será que cê não tá vendo
Pobre roubando pobre, é filho matando mãe
Os nóia de hoje em dia
Tão matando até por dois tostões
Cê tá ligado mano, ideia corriqueira
Moleque de 11 anos, po, já tá devendo nas biqueira
Filho da p*tá, tome vergonha na cara, seu arr*mbado
Deixa de bater carteira, a não ser que
Você queira virar um moleque atrofiado de mente
Prefiro fazer um bagulho diferente
Inteligentemente... o suficiente
Pra ser melhor do que você, seu indigente!
Inconscientemente vou deixar a sua mente aluadamente
Você vai ficar amarguradamente!
Cê tá ligado, mando esse rap bem bolado
Se não gostou, então vai tomar no c* seu arr*mbado

[luiz, o visitante]
Não ando, eu corro, quero chega no mais alto
Porra! chão quente feito brasa e eu corro descalço
Pelo dia esperado, previsto no passado
Escrito e decretado, por muitos desacreditado
Eu vi que não era fácil, até fui avisado
Sabendo que estava pra ser aplaudido ou vaiado
Mas mesmo assim segui, até pensei em desistir
Cada dia que se passa, mais gente que quer ouvir
Mas ainda eu tô aqui, não terminei, nem comecei
E sei que todos verão o que esta por vir
Com fé, eu posso ser o que eu quiser ser
Corpo fechado e protegido por ele que tudo vê
Disseram ser fogo de palha, mas ainda tô aqui
Foi o que eu escolhi, e agora e até o fim!
Greene previu o futuro na decima quinta lei
Ele se inspirou em mim, quando acabei com vocês!

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Luiz, o Visitante no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS