Fogo de Vista

Luís Represas


Os teus olhos são gaiatos
pretos e mulatos
gemas de ametista
quentes como o sol de Agosto
quase fogo-posto
são fogo de vista

São perigosos como a noite
alguém que se afoite
fica sua presa
São dois caçadores furtivos
e os meus são cativos
da sua beleza

há um gotejar da luz
no canto do teu olhar
como um rio que conduz
da tristeza para o mar

Os teus olhos vagabundos
luas de outros mundos
de outra eternidade
são como aqueles amantes
que estando distantes
choram de saudade

Os teus olhos de indefesa
são toda a tristeza
do meu coração
São a luz dos meus ciúmes
são dois vaga-lumes
cegos de paixão

há um gotejar da luz
no canto do teu olhar
como um rio que conduz
a tristeza para o mar


Canto a Oshun
I te were were i ta osuon
I te were were i ta ya
Osha kiniwa, i ta osuon
Cheke cheke maro iya

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Luís Represas no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS