Penumbra (tradução)

Luis Alberto Spinetta


Penumbra


Não vou mencionar a penumbra

Best'll ver se consigo acordar

não quero falar sobre tantas coisas

Best'll ver se eu esquecer


Ao viajar para o sal, não entende e se é certo ou errado

E eu tenho frio na escuridão

Como você chegou a mim, eu não entendo se assim viver

E eu tenho frio na escuridão. Da, da, da


A minha alma é uma parede que não canta, e melhor ainda, tentando parecer

eu não quero falar sobre tantas coisas, talvez eu vou ver se consigo descansar


Ao viajar para o sal, não entende e se é certo ou errado

E eu tenho sede nas sombras


E o mais perto você chegar para mim, eu não entendo se assim viver

E eu tenho sede na escuridão. Oh, da, da, da da

Penumbra


No voy a hablar de la penumbra,

Mejor voy a ver si puedo despertar.

No quiero hablar de tantas cosas,

Mejor voy a ver si puedo olvidar...


Mientras se viaja hacia la sal, no entiendo ya si es bien o mal,

Y tengo frío en la penumbra.

Mientras tu vienes hacia mi, yo ya no entiendo si es así vivir,

Y tengo frío en la penumbra. Da, da, da...


Mi alma es un muro que ya no canta, mejor sigo así, tratando de mirar.

No quiero hablar de tantas cosas, mejor voy a ver si puedo descansar.


Mientras se viaja hacia la sal, no entiendo ya si es bien o mal,

Y tengo sed en la penumbra.


Y tu te acercas hacia mi, yo ya no entiendo si es así vivir,

Y tengo sed en la penumbra. Oh, da, da ,da da...

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS