Embrasa

Luccas Carlos


Mulher cê gosta quando o corpo fica em brasa
Eu gosto quando a hora de vazar atrasa
Eu quero você, em cima da cama
Mesmo que pra te ver demore mais de uma semana

Tô bem longe de tudo que a gente fez
Mas se o orelhão tocar na avenida seis
Eu acho que eu vou ligar de volta
E eu acho que cê vai querer minha volta
Já que a casa é tão vazia
E a cama é tão fria como cê dizia por mensagem
Na madrugada daquele dia
Tô louco pra te ver de novo
Mas a gente tá mais distante que a igualdade do meu povo
Por isso que eu pego a viola à noite
Escrevo essas linhas pra você
No mínimo rende um som louco
Sabe que a vida corre
E a gente corre atrás da vida como se ela não voltasse mais
E ela roda como roda de samba
Onde a tristeza é camuflada com o sorriso
E o canto dos bares de jazz

Mulher cê gosta quando o corpo fica em brasa
Eu gosto quando a hora de vazar atrasa
Eu quero você, em cima da cama
Mesmo que pra te ver demore mais de uma semana

E já faz mais de uma semana talvez umas três
Desde que eu passei no seu hotel da última vez
Cê me falou que ia para a cidade que tem nome de mês
Eu falei: Só não vou junto senão nós dois vira três
Se é que cê me entende, acho que não
Cê entende mais quando o assunto é festa e amor sem coração
Mas no olhar cê me passava confiança
Sei lá, se um dia eu fosse preso
Cê me pagava fiança
Vai ver o nosso tempo já passou
Talvez a gente devesse mudar
Dizem que o tempo já não volta mais
E a gente não volta a se encontrar
Então me diz pra onde foi o amor
Talvez a gente devesse mudar
Dizem que o tempo já não volta mais
A gente não volta a se encontrar

Mulher cê gosta quando o corpo fica em brasa
Eu gosto quando a hora de vazar atrasa
Eu quero você, em cima da cama
Mesmo que pra te ver demore mais de uma semana

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Luccas Carlos no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS