Página inicial > Rock > L > Lobão > Mano Caetano

Mano Caetano

Lobão


O que fazer do ouro ­de-tolo
Quando um doce bardo brada à toda a brida,
Em velas pandas , suas esquisitas rimas?
Geografia de verdades , Guanabaras postiças
Saudades banguelas , tropicais preguiças?

A boca cheia de dentes
De um implacável sorriso
Morre a cada instante
Que devora a voz do morto , e com isso,
Ressuscita vampira , sem o menor aviso

A voz do morto que não presta depoimento
Perpetua seu silêncio de esquecimento
Na lápide pós ­ moderna do eterno desalento:

E é o Raul , é o Jackson , é o povo brasileiro
É o hip hop , a entropia ,entropicália do pandeiro
Do passado e do futuro , sem presente nem devir

É o puteiro que os canalhas
Não conseguem habitarŠmas cafetinam
É a beleza de veludo
Que o sub-mundo tem pra dar Šmas os canalhas subestimam

E regurgitando territórios-corrimões
De um rebolado agonizante
Resta o glamour fim-de-festa-ACM
De um império do Medo carnavalizante

Será que a hora é essa?
A boca cheia de dentes vaticina:
Não pros mano , Não pras mina
Sim pro meu umbigo,meu abrigo
Minhas tetas profanadas
Santo Amaro doce amaro,vacas purificadas

Amaro bárbaro , Dândi-dendê
Minhas narinas ao relento
Cumulando de bundões que,por anos acalento
Estes sim , um monte de zé ­ mané
Que sob minha égide se transformam em gênios
Sem quê nem porquê

Sobrancelho Victor Mature
Delineando barravento
Eu,americano?não. Baiano.
Soy lobo por ti Hollywood
Quem puder me desnature
Sob o sol de Copacabana

E euŠsoy lobo-bolo?lobo-boloŠ
Tipo,pra rimar com ouro-de-tolo?
Oh,NarcisoŠPeixe Ornamental!
Tease me,tease me outra vez
Ou em banto baiano
Ou em português de Portugal
Se quiser,até mesmo em americano
De Natal

Isso é língua!
Língua é festa!
Que um involuntário da fátria
Com certeza me empresta

Numa canção de exílio manifesta
Aquele banzo baianoŠ
Meu amado Caetano
Me ensinando a falar inglês
London,London
E verdades,que eu,Lobón contesto
Como empolgado aprendiz
Enviando esta aresta
A quem tanto me disse e diz:

Amado Caetano: Chega de verdade
Viva alguns enganosŠ
Viva o samba,meio troncho,
Meio já cambaleando
A bossa já não é tão nova
Como pensam os americanos
A tropicália será sempre o nosso
Sargeant Pepper pós baiano
O Roque errou,você sabe,
Digo isso sem engano

E eu sei que vou te amar,seja lá como for ,portanto
Um beijo no seu lado super bacana
Uma borracha no dark side-macbeth-ACM,por enquanto
Ah!já ia me esquecendo!lembranças do ariano
Lupicínias saudações aqui do mano,
Esta bala perdida que te fala,rapá! Te amo , te amo

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Lobão no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS