Textão

Liniker e os Caramelows

Goela Abaixo


Então
Eu queria te pedir uma coisa
Não se trepa em quinze minutos!
Adulto faz pra provocar o oco
Morar no desgosto
Mas gosta da cena
Crema
Para na poeira teu sabor de existir
De gozar na paz
Encharcar o vão da virilha a caminho daquele vezinho vesúvio que vira poça na cicatriz
Não se trepa em quinze minutos
Pois até charutos precisam de tempo aceso pra queimar
Pois até às três, tem papo de vinho e seda
É pra tocar
Não se trepa em quinze minutos
Porque expectativa muitas vezes não se cria só
Antes que ela aconteça
Tem choro na cama, troca de pijama
Tem olho que, enquanto eu passo o café, me chama, declama
Derrama malandramente o caule, o broto, o estopo de ser e estar
Não se trepa em quinze minutos, não foge, não viva de susto
Pedala e, se dói, te cutuco
Se atrela, me morde no muco

Compositor: Liniker Barros

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Liniker e os Caramelows no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES