Página inicial > MPB > L > Léo Pinheiro > Sete Folegos

Sete Folegos

Léo Pinheiro

Léo Pinheiro Canta Arnaud Rodrigues


O brasileiro passa o ano em jejum
Caramba! Conheci um
E um é meu e um é teu
E um é teu e um é meu
E nada é meu e nada é teu
E nada é meu e nada é meu
Até passando fome brasileiro não morreu

O marginal não deixa nada pra depois
Caramba! Assaltou dois
E dois é teu e dois é meu
E dois é meu e dois é teu
E um é teu e um é meu
E um é meu e um é teu
E nada é meu e nada é meu
E nada é meu e nada é teu
Mesmo ficando duro brasileiro não morreu

Quando recebe um salário ao fim do mês
Caramba! Deve dois três
E três é teu e três é meu
E três é meu e três é teu
E dois é teu e dois é meu
E dois é meu e dois é teu
E um é teu e um é meu
E um é meu e um é teu
E nada é teu e nada é meu
E nada é meu e nada é teu
Até devendo tudo brasileiro não morreu

Teu objeto vale trinta no barato
Caramba! Nego da quatro
E quatro é teu e quatro é meu
Quatro é meu e quatro é teu
E três é teu e três é meu
E três é meu e três é teu
E dois é teu e dois é meu
E dois é meu e dois é teu
E um é teu e um é meu
E um é meu e um é teu
E nada é meu e nada é meu
E nada é meu e nada é teu
Ainda explorado brasileiro não morreu

O candidato vendo o voto do faminto
Caramba! Já compra cinco
E cinco é teu e cinco é meu
E cinco é meu e cinco é teu
E quatro é teu e quatro é meu
Quatro é meu e quatro é teu
E três é teu e três é meu
E três é meu e três é teu
E dois é teu e dois é meu
E dois é meu e dois é teu
E um é teu e um é meu
E um é meu e um é teu
E nada é teu e nada é meu
E nada é meu e nada é teu
E mesmo corrompido brasileiro não morreu

Aonde roubam cinco dedos de uma vez
Caramba! Roubaram seis
E seis é teu e seis é meu
E seis é meu e seis é teu
E cinco é teu e cinco é meu
E cinco é meu e cinco é teu
E quatro é teu e quatro é meu
Quatro é meu e quatro é teu
E três é teu e três é meu
E três é meu e três é teu
E dois é teu e dois é meu
E dois é meu e dois é teu
E um é teu e um é meu
E um é meu e um é teu
E nada é teu e nada é meu
E nada é meu e nada é teu
E vive entediado brasileiro não morreu

Essa mentira em todo pleito se repete
Caramba! Já ouvi sete
E sete é teu e sete é meu
E sete é meu e sete é teu
E seis é teu e seis é meu
E seis é meu e seis é teu
E cinco é teu e cinco é meu
E cinco é meu e cinco é teu
E quatro é teu e quatro é meu
Quatro é meu e quatro é teu
E três é teu e três é meu
E três é meu e três é teu
E dois é teu e dois é meu
E dois é meu e dois é teu
E um é teu e um é meu
E um é meu e um é teu
E nada é teu e nada é meu
E nada é meu e nada é teu
E mesmo iludido brasileiro não morre

Compositor: Arnaud Rodrigues/Gilvan

Letra enviada por Renato Araújo

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Léo Pinheiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS