• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Saiu do congo num navio negreiro
    Baixou no litoral
    Batuque banzo no chão do terreiro
    Pra suportar o mal

    Correu, fugiu, sofreu, sumiu e subiu o morro
    E o horizonte era o fundo do quintal...

    Os atabaques gritam na macumba
    No tom dos ancestrais
    Na voz do blue, no rebolado da rumba
    Tem nego por detrás

    Vem invadindo todas as fronteiras da história
    Rumo ao futuro, em pleno temporal

    Minha terra tem palmares onde Zumbi foi eleito
    E os negros que lá quilombaram sambavam do mesmo jeito

    Mas a negada é pau pra toda obra
    E é de decidir
    Quem sabe samba e quem não samba sobra
    Ou paga pra assistir

    Pela avenida foi-se o suor da nega
    Mão nas cadeiras, fazendo um carnaval

    Minha terra tem palmares onde Zumbi foi eleito
    E os negros que lá quilombaram sambavam do mesmo jeito

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Lenine
    Escute Também

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.