• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Lembro com muita saudade
    Daquele bailinho
    Onde a gente dançava
    Bem agarradinho
    Onde a gente ía mesmo
    É prá se abraçar...

    Você com laquê no cabelo
    E um vestido rodado
    E aquelas anáguas
    Com tantos babados
    E você se sentava
    Só prá me mostrar...

    E tudo que a gente transava
    Eram três quatro cubas
    Eu era a raposa
    Você era as uvas
    Eu sempre querendo
    Teu beijo roubar...

    E por mais que você
    Se esquivasse
    Eu tinha certeza
    Que no fim do baile
    Na minha lambreta
    Aquele broto bonito
    Ia me abraçar...

    Quando a orquestra
    Tocava "Besame Mucho"
    Eu lhe apertava
    E olhava seu busto
    Dentro do corpete
    Querendo pular...

    Eu todo cheiroso
    À "lancaster"
    E você à "chanel"
    Eu era um menino
    Mas fazia o papel
    Do homem terrível
    Só prá lhe guardar...

    E tudo que a gente transava
    Eram três quatro cubas
    Eu era a raposa
    Você era as uvas
    Eu sempre querendo
    Seu beijo roubar...

    E por mais
    Que você se esquivasse
    Eu tinha certeza
    Que no fim do baile
    Na minha lambreta
    Contente prá casa
    Eu ia te levar...

    E ao chegar em tua casa
    Em frente ao portão
    Um beijo, um abraço
    Minha mão, tua mão
    Com medo que o velho
    Pudesse acordar...

    A pílula já existia
    Mas nem se falava
    Pois nos muitos conselhos
    Que tua mãe te dava
    Tinha um que dizia:
    "Só depois de casar"...

    E tudo que a gente transava
    Eram três quatro cubas
    Eu era a raposa
    Você era as uvas
    Eu sempre querendo
    Teu beijo roubar...

    E por mais
    Que você se esquivasse
    Eu tinha certeza
    Que no fim do baile
    Na minha lambreta
    Contente prá casa
    Eu ia te levar...

    Lembro com muita saudade
    Daquele bailinho
    Onde a gente dançava
    Bem agarradinho
    Onde a gente ía mesmo
    É prá se abraçar...

    Você com laquê no cabelo
    E um vestido rodado
    E aquelas anáguas
    Com tantos babados
    E você se sentava
    Só prá me mostrar...

    E tudo que a gente transava
    Eram três quatro cubas
    Eu era a raposa
    Você era as uvas
    Eu sempre querendo
    Teu beijo roubar...

    E por mais que você
    Se esquivasse
    Eu tinha certeza
    Que no fim do baile
    Na minha lambreta
    Aquele broto bonito
    Ia me abraçar...

    Quando a orquestra
    Tocava "Besame Mucho"
    Eu lhe apertava
    E olhava seu busto
    Dentro do corpete
    Querendo pular...

    Eu todo cheiroso
    À "lancaster"
    E você à "chanel"
    Eu era um menino
    Mas fazia o papel
    Do homem terrível
    Só prá lhe guardar...

    E tudo que a gente transava
    Eram três quatro cubas...

    Letra enviada por Wirlene Felix
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Lenine

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.