Página inicial > Rock > L > Leela

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS

FOTOS

leela - Fotos
leela - Fotos
- Fotos

Com o fim do Polux, banda da qual faziam parte Rodrigo e Bianca, em junho de 2000, os dois decidiram seguir em frente e formar uma nova banda. A idéia era trabalhar as canções que os dois estavam fazendo no final do Polux, além de experimentar novos caminhos musicais.

Nesse momento de transição, eles ainda não contavam com integrantes fixos nem nome para a banda. Tinham apenas a vontade de pôr em prática idéias que fervilhavam cada vez mais em suas cabeças. Em pouco tempo eles já tinham a concepção das músicas que fariam parte do primeiro registro da banda, o baixista e o baterista fixos na banda: Katia Dotto no baixo e Alexandre "Velho" Griva na bateria.

Com eles gravaram duas músicas e, no final de julho, a banda (ainda sem nome) deu uma parada. Bianca e Rodrigo viajaram durante um mês e Katia e Velho dedicaram-se às suas bandas paralelas (Kanella Pie e Jimi James respectivamente). Quando voltaram, já tinham um show marcado e um nome para a banda: LEELA.

Katia terminava com o Kanella Pie enquanto que Velho resolveu se dedicar exclusivamente ao Jimi James. O novo baterista, Luciano Grossman, era um antigo amigo que havia tocado numa outra banda do Rodrigo, o Moebius. Ensaiaram bastante e começaram a gravar a primeira demo oficial do Leela em novembro de 2000. Nesse meio tempo fizeram sua primeira apresentação com essa formação.

Com a demo pronta em janeiro, começaram a divulgar a banda e agilizar alguns shows. Apresentaram-se no programa da TVE "Caderno Tim" e no "Rio Folia", o Carnaval da Lapa. Com a boa repercussão de seu trabalho, eles foram convidados para tocar no festival MADA (Música Alimento da Alma), em Natal (RN) em maio de 2001. Aproveitaram sua ida a Natal e fizeram uma mini-turnê pelo Nordeste que incluiu João Pessoa, Aracaju e Salvador.

Depois não pararam mais: em 2001 tocaram em São Paulo na festa "London Burning" (julho), no programa "Musikaos" da TV Cultura (setembro), no "Goiânia Noise Festival" (novembro), Brasília no "Cult22" (novembro); Belo Horizonte (dezembro) e ainda muitos shows pelo Rio e Grande Rio em lugares como o Ballroom, na festa da Rádio Cidade "A Vez do Brasil", CEP 20.000 no Sérgio Porto, Sister Moon, Casa da Zorra, Casa de Cultura Estácio de Sá, Néctar, etc.

Em janeiro de 2002, tocaram no Festival Humaitá Pra Peixe e depois partiram para uma turnê no sul do país que incluiu um show em Florianópolis no Senhor Festival. Também fizeram shows em Porto Alegre e São Leopoldo.

Na volta do Sul, Katia foi convidada para tocar no Penélope (cuja baixista havia acabado de sair). O baixista e amigo Christian (do Jimi James), fez alguns shows com o Leela e uma gravação de cinco músicas no estúdio Tambor, produzida por Rafael Ramos em fevereiro de 2002, até a entrada oficial do Melvin, que também toca no Carbona, para o baixo do Leela.

Com o Melvin já integrado à banda, o Leela é convidado a se apresentar no Abril Pro Rock Edição São Paulo (abril de 2002) ao lado do ex-vocalista do Pavement, Stephen Malkmus (USA).

A seguir, retornaram a Brasília para uma apresentação histórica (na noite do pentacampeonato do Brasil) para cerca de 50 mil pessoas no festival Porão do Rock ao lado de bandas como Sepultura, Rodox, Rumbora, entre outras. Ao mesmo tempo, se juntaram com outras 9 bandas (Jimi James, Zumbi do Mato, Mandril, Brasov, Rogério Skylab, mim, Jason, Bia Grabois e Vulgue Tostoi) do Rio de Janeiro para lançar a coletânea "Tributo ao Inédito". O memorável show de lançamento, com parcerias inusitadas no palco como Leela / Skylab tocando Chico Buarque, ocorreu na festa Loud!.

Outro fato marcante ocorreu no início de agosto com o retorno da legendária Rádio Fluminense (RJ) ao dial FM, onde o Leela foi a primeira banda independente a ser executada com a música "Ver o que Faço", que está rolando direto na sua programação.

O ano de 2002 foi finalizado com ótimos shows como no festival Upload no Sesc Pompéia em São Paulo e no Freakshow de Volta Redonda.

Em janeiro de 2003, a banda assinou um contrato de cinco anos com o selo Arsenal Music e se prepara para entrar em estúdio ainda em 2003. A produção do disco será de Rick Bonadio e Rodrigo Castanho no estúdio Midas em São Paulo.

Depois de se apresentar no Canecão (RJ) com o CPM 22 e Tihuana, o Leela completou seu 100°show na Edição Extra do Festival Humaitá Pra Peixe no dia 11 de abril de 2003, no Ballroom (RJ).

Em maio o Leela foi eleito banda Revelação no Prêmio Dynamite de Música Independente, com cerca de 10mil votos. Em setembro, o baixista Melvin deixa a banda para se dedicar ao Carbona (sua outra banda) e Tchago (irmão de Christian do Jimi James) se junta ao Leela para dar início as gravações no Midas em SP.

Fonte: Site Oficial

Site oficial

www.leela.com.br