Cumbiera Intelectual (tradução)

Kevin Johansen


Intelectual cumbiera


Intelectual cumbiera


se conheceram em um dancehall tudo apertado

Nós aconteceu, mas fui eu que corou

Foi distinto e diferente dela abalada

E um brilho nos olhos era esperto


Quando eu disse-lhe se ele queria dançar comigo

Ele falou de Jung, Freud e Lacan

Meus idiossincrasias lhe causou muita graça

eu disse, virando o cumbiera intelectual

Eu disse virando... que cumbiera intelectual


("Jung, Freud, Simone de Beauvoir, Gothe, Beckett

Cosmos, Gershwin, Kurt Weill, Guggenheim... ")


estudou pouco conhecida carreira

Algo a ver com a letra ea filosofia

Foi bonito e sua feiticeira contoneada

E os seus olhos penetrantes me perfurando


Quando eu tentei arrimarle meu braço

Ele falou de Miller, Anais Nin e Picasso

E se você se atreve a tentar roubar um beijo

Neruda iria ler alguns versículos

eu fiz muita coisa errada cumbiera intelectual

eu não posso esquecer... para esta cumbiera intelectual


("Paul Klee, Ante Garmaz, Kandinsky, Diego, Fridha

Tolstoy, Bolshoi, Terry Gilliam, William Shakespeare... ")


Se você disser "Vamos ao cinema, rico"

eu disse: "Deixe um dos Kusturica"

Se você disse "Vamos cheirar as flores"

eu falei sobre Virginia Woolf e seus amores

eu fiz muita coisa errada cumbiera intelectual

eu não posso esquecer... para esta cumbiera intelectual


Pedi-lhe para me mostrar como usar o mouse

Mas só quero falar com a Bauhaus

Eu perguntei se era doce ou rock

eu disse: "Gertrude Stein foi re-dique"

eu não posso esquecer


Eu não quero que você pense assim, intelectual cumbiera!

Vou rezar para o seu santo de modo que você pode cair

Para que você possa ser mais normal


(Jarmusch, Cousteau, Cocteau, Arto, Maguy Marin

Twyla Tharp, Gilda, Visconti, Gismonti...)


Eu aprendi sobre uma das Hesse e Thomas Mann

E tudo no existencialismo alemão

E ela continua a cadeira durante todo o dia

Embora, felizmente, ocasionalmente, seu corpo respirar

Seu corpo respirar, seu corpo respirar


Eu não quero que você pense assim, cumbiera intelectual

Vou rezar para o seu santo, para ser mais normal

Para que você possa cair

Cumbierita, como eu quero... !

Cumbiera Intelectual


Cumbiera Intelectual


La conocí en una bailanta todo apretado

Nos tropezamos pero fui yo el que se puso colorado

Era distinta y diferente su meneada

Y un destello inteligente había en su mirada...


Cuando le dije si quería bailar conmigo

Se puso a hablar de Jung, de Freud y Lacan

Mi idiosincracia le causaba mucha gracia

Me dijo al girar la cumbiera intelectual

Me dijo al girar... esa cumbiera intelectual...


(“Jung, Freud, Simone de Beauvoir, Gothe, Beckett,

Cosmos, Gershwin, Kurt Weill, Guggenheim...”)


Estudiaba una carrera poco conocida

Algo con ver con letra y filosofía

Era linda y hechizera su contoneada

Y sus ojos de lince me atravesaban


Cuando intenté arrimarle mi brazo

Se puso a hablar de Miller, de Anais Nin y Picasso

Y si osaba intentar robarle un beso

Se ponía a leer de Neruda unos versos

Me hizo mucho mal la cumbiera intelectual

No la puedo olvidar... a esa cumbiera intelectual


(“Paul Klee, Ante Garmaz, Kandinsky, Diego, Fridha,

Tolstoi, Bolshoi, Terry Gilliam, Shakespeare William...”)


Si le decía “Vamos al cine, rica”

Me decía “Veamos una de Kusturica”

Si le decía “Vamos a oler las flores”

Me hablaba de Virginia Wolf y sus amores

Me hizo mucho mal la cumbiera intelectual

No la puedo olvidar... a esa cumbiera intelectual...


Le pedí que me enseñe a usar el mouse

Pero solo quiere hablarme del Bauhaus

Le pregunté si era chorra o rockera

Me dijo “Gertrude Stein era re-tortillera”

No la puedo olvidar...


Yo no quiero que pienses tanto, cumbiera intelectual!

Yo voy a rezarle a tu santo para que te puedas soltar...

Para que seas más normal


(Jarmusch, Cousteau, Cocteau, Arto, Maguy Marin,

Twyla Tharp, Gilda, Visconti, Gismonti...)


Aprendí sobre un tal Hesse y de un Thomas Mann

Y todo sobre el existencialismo Alemán

Y ella me sigue dando cátedra todo el día

Aunque por suerte de vez en cuando su cuerpo respira

Su cuerpo respira, su cuerpo respira


Yo no quiero que pienses tanto, cumbiera intelectual

Yo voy a rezarle a tu santo, para que seas más normal

Para que te puedas soltar...

Cumbierita, cómo la quiero...!

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS