Karola Nunes

Botânica

Karola Nunes


Eu sou a futura estação
Pessoa em ponto de ebulição
Sou parte de um universo infinito
Reflito, sou a planta em risco de extinção
Cobaia de um destino já escrito
Do pantanal sou bicho, solo e vegetação

Ecoa, semeando a plantação
Ressoa, se faz extensão
Me mostra o que é bonito, o que te encanta
No teu peito faz canteiro e me planta
Me perco no seu tronco labirinto
Permito que teu guia seja a tua intuição

Eu planto a muda no meu canto, assim eu planto
Sou samambaia afrontosa esparramando
São meus esporos sonoros a me libertar
Teia, rizomas de ideias vão enraizar

Eu sou o orvalho sob o Sol em evaporação
Dama da noite, ora pro nobis, planta coração
Mais que Costela de Adão, sou a própria erva
A reza no deserto que vai vigorar

Eu sou cometa nebulosa de Andrômeda
Poeira cósmica, sou interestelar
Mais que Costela de Adão, sou a própria erva
A Rosa do deserto que resistirá

Eu sou cometa nebulosa de Andrômeda
Poeira cósmica, sou interestelar
Sou a jibóia se arrastando na varanda
Comigo ninguém pode, nunca poderá

Lança de Iansã, Antúrio, Avenca, Flor Estrela
Espada de São Jorge, Cosmos, Crotons, Trepadeira
Plantas, flores, folhas enfeitando a jardineira
Sigo cultivando, terapia milenar

Lança de Iansã, Antúrio, Avenca, Flor Estrela
Espada de São Jorge, Cosmos, Crotons, Trepadeira
Plantas, flores, folhas enfeitando a jardineira
Sigo cultivando, terapia milenar

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Karola Nunes no Vagalume.FM

ESTAÇÕES