• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    (que horas são?)
    (é madrugada)
    Recluso nesse turno que outros usam pro descanso
    Fechado pra balanço, pesando prós e contras
    Refazendo contas, dívidas e dúvidas
    E o silêncio em volta soa como música
    Surge musa súbita respondendo a súplica
    De perguntas tantas, sem resposta única

    Não existe fórmula, a norma é que tudo gira conforme
    A conduta de quem arrisca não trabalhar de uniforme
    Dissipa o brainstorm, o relógio marca duas da manhã
    Ao longe um estalo ecoa na rua
    Poder de decisão na mão de quem não teve alternativa
    Mas será necessidade ou ambição

    Problemas também tem a sua relatividade
    Pra uns realidade, pra outros ficção
    E se a cidade dorme eu sigo na atividade
    Na verdade eu nem vi que horas são
    Mas sei que

    E a hora é essa, que eu me escuto mais nítido
    Quando eu dito o ritmo, converso com o íntimo
    Intimo o meu eu (eu?), parece confuso
    É que eu viajo no tempo e cruzo a fronteira do fuso
    Na tela um seriado (já vi)
    Me lembra um pedaço do passado que eu vivi
    Conheço esse momento engraçado (déjà vu)
    Mas pera que eu já entendi o recado (deixa ali)

    Ouvindo g&e blu, old souls
    A alma trás bagagem dos lugares que passou
    Nem sempre é souvenir, louco é quando é mais que enfeite
    Faz efeito no presente, desembrulhe e aceite
    Play num vídeo de skate, a trilha muda o trajeto
    Busco num disco velho meu pedaço predileto
    Fala meu dialeto mesmo em outro idioma
    A brisa traz uma ideia e a "vida adulta" me toma

    Datas de vencimento, multas e prazos de validade
    Fúteis habilidades pra mero entretenimento
    (naah...) melhor me manter no meu elemento
    Fazer da música o ar e meu alimento
    Aliás, bateu a fome e eu esqueci de jantar

    O pão na chapa é o gourmet dessa vez
    (outra vez) desligo as máquinas querendo ficar
    Mas eu vou nessa, porque já passa das seis
    Devagar, me deixa divagar
    Viajo, mas retorno quando a mente tá cansada de vagar

    Letra enviada por Playlists Do Vagalume
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Kamau

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.