• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Eu, que embalo a vida cadenciando o mango, no som do fandango galopeio a sina,
    não tenho o instinto de viver maneado, nem vivo enroscado em capricho de china;
    a mais dançadeira conhece o meu tranco, não volta pro banco depois que me agarra;
    conheço os “perau” e as “unha-de-gato”, sou um carrapato no lombo da farra;
    conheço os “perau” e as “unha-de-gato”, sou um carrapato no lombo da farra.

    Nasci fandangueiro, louco por gaitaço, aprendi meus passos tranqueando em mangueira;
    nos bailes do pago, tranquilo balanço; por meu gosto, danço pela vida inteira;
    nasci fandangueiro, louco por gaitaço, aprendi meus passos tranqueando em mangueira;
    nos bailes do pago, tranquilo balanço; por meu gosto, danço pela vida inteira.


    Se danço borracho, me escapo do fiasco; se é pra bater casco, nada mais me invoca;
    a cordeona ronca, me sumo na poeria e gasto as vaneiras que o gaiteiro toca;
    pouco importa os pilas, se é farta a alegria; sem gaita e guria, a vida é sem graça;
    a semana inteira judiando os matungos... não fosse o surungo, alegria era escassa;
    a semana inteira judiando os matungos... não fosse o surungo, alegria era escassa.

    Nasci fandangueiro, louco por gaitaço, aprendi meus passos tranqueando em mangueira;
    nos bailes do pago, tranquilo balanço; por meu gosto, danço pela vida inteira;
    nasci fandangueiro, louco por gaitaço, aprendi meus passos tranqueando em mangueira;
    nos bailes do pago, tranquilo balanço; por meu gosto, danço pela vida inteira.


    Se danço borracho, me escapo do fiasco; se é pra bater casco, nada mais me invoca;
    a cordeona ronca, me sumo na poeria e gasto as vaneiras que o gaiteiro toca;
    a mais dançadeira conhece o meu tranco, não volta pro banco depois que me agarra;
    conheço os “perau” e as “unha-de-gato”, sou um carrapato no lombo da farra;
    conheço os “perau” e as “unha-de-gato”, sou um carrapato no lombo da farra.

    Nasci fandangueiro, louco por gaitaço, aprendi meus passos tranqueando em mangueira;
    nos bailes do pago, tranquilo balanço; por meu gosto, danço pela vida inteira;
    nasci fandangueiro, louco por gaitaço, aprendi meus passos tranqueando em mangueira;
    nos bailes do pago, tranquilo balanço; por meu gosto, danço pela vida inteira.

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Júlio Cézar Leonardi

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.