• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Informações do Álbum Minha Alma Cantadeira
    Minha Alma Cantadeira
    Ouvir álbum completo Minha Alma Cantadeira Ano de lançamento: 2011Acit
    1. Galo De Espora
    2. Lôco de Bom
    3. Não é Meu Sistema
    4. Festa Na Campanha
    5. Bugio Velho
    6. Minha Alma Cantadeira
    7. É Coisa da Gringalhada
    8. Ao Gaiteiro Monarca - Homenagem a Gildinho
    9. Neste Inverno
    10. Gaúcho Do Paraná
    11. Vida de Bagaceira
    12. Quebrando o Espinhaço
    13. E O Ditado Não Mente

    x
    Ver discografia completa »
    Play
    PLAY

    "o velho ditado não mente
    Em boca fechada não entra mosca!
    Quem fala o que quer, ouve o que não quer. "

    Bobo fala sem pensar tudo o que na ideia vem
    Mas quem é inteligente, fala só o que convém
    Só meia palavra basta, para quem entende bem
    Quem quer agradar o mundo, não agrada a ninguém
    Não sou eu que tou falando
    Tchê... tá na boca dessa gente, tchê
    É certo a qualquer vivente
    No passado ou no presente
    Que o ditado nunca mente
    Não sou eu que tou falando
    Tchê... tá na boca dessa gente, tchê
    É certo a qualquer vivente
    No passado ou no presente
    Que o ditado nunca mente
    "e cachorro esperto não morde a mão
    Que traz a bóia! "

    Quando o gato sai de casa
    É que o rato faz a festa
    Pode até roncar o enxame
    Se eu tô bem com a abelha mestra
    Quem é bom não tem valia
    Na boca de quem não presta
    Quem cuida a vida dos outros
    Não enxerga a própria testa
    Não sou eu que tou falando
    Tchê... tá na boca dessa gente, tchê
    É certo a qualquer vivente
    No passado ou no presente
    Que o ditado nunca mente
    Não sou eu que tou falando
    Tchê... tá na boca dessa gente, tchê
    É certo a qualquer vivente
    No passado ou no presente
    Que o ditado nunca mente

    "lobo não come lobo, gambá anda com gambá
    Quem quer o que não precisa
    Acha sarna pra se coçar
    Dois bicudos não se beijam
    De cobra não nasce passarinho
    E quem sabe onde quer chegar
    Não vê pedra no caminho! "

    Água fresca e bom conselho
    É pra quem pede e quem merece
    Na vida, manda quem pode, quem precisa obedece
    A aranha, pra viver, vive da teia que tece
    Quem nasceu pra ser tatu
    Cavoca e não se aborrece
    Não sou eu que tou falando
    Tchê... tá na boca dessa gente, tchê
    É certo a qualquer vivente
    No passado ou no presente
    Que o ditado nunca mente
    Não sou eu que tou falando
    Tchê... tá na boca dessa gente, tchê
    É certo a qualquer vivente
    No passado ou no presente
    Que o ditado nunca mente

    "não é fácil essa vida de gaiteiro!
    O que mais cansa é carregar a gaita! "

    Letra enviada por Júlio Cézar Leonardi
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Júlio Cézar Leonardi

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.