• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Vou por ai como um cigano sem destino
    Um andarilho solitário sem amor
    Conheço essa terra de cima pra baixo
    De baixo pra cima
    Viver desse jeito sem paradeiro é minha sina

    Ninguém espera ninguém
    Reclamo a minha presença
    Ninguém chora minha ausência
    Meu coração não tem dono
    E nessa estrada sem fim vou
    Tocando em frente essa magoa
    Quem sabe um dia o acaso traga
    O amor que quero pra mim

    Cai a noite e a solidão vem me abraçar
    Ligo o rádio pra me fazer companhia
    Acelero firme contra o vento e a chuva que cai
    Na estrada deserta que me leva que me traz

    Letra enviada por lincoln greik dos santos
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Juliano Cezar

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.