Juçara Marçal
Página inicial > J > Juçara Marçal > Queimando a Língua

Queimando a Língua

Juçara Marçal

Encarnado


É reto e sem risco
Pegando a língua
Queimando a língua
De fogo, sem grilo
De qualquer jeito

De quase isso
De quase nada
É séria é bruta
Dissimulada
De nada serve
Sem ombro amigo
Com febre e confusa
E um precipício

E quase tudo
E quase fujo
Desvio teu riso
E me antecipo

Sem rosto, sem vício
Eu não existo

Não enxergo o final, interrompo o tempo aqui
Em você
Eu guio seus dedos me inclino pro sim
Em sinal, nem que eu queira compreender
Esse amor

Um tiro sem norte
Fugindo a regra
Dispara sem corte
O nome dela

E quase acerto
Seu endereço
Descubro, derramo
Um nome nela
Sua boca, seu dente
E o encarnado
Que corta e desmente
Meu samba armado

Que quase inventa
Uma novela
Pra ter seu instante
Ao lado dela

Sem rosto, sem vício
Eu não existo

Não enxergo o final, interrompo o tempo aqui
Em você
Eu guio seus dedos me inclino pro sim
Nem sinal, nem que eu queira compreender
Esse amor

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Juçara Marçal no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES