Hoy Que no Estás (tradução)

Juan Fernando Velasco


Hoje você não é


Hoje você não é, e eu gradualmente abandonado e eu tenho frio

eu sei, que o espaço nunca será capaz de preencher sem você

Eu nunca vi as flores, o seu pobre coração, que eu dei

eu desligar a luz, e eu entrar em colapso com o peso da minha solidão

ver a lua na janela que vai me matar


E eu me concentro na parede, tentando não pensar, não pensar em você

Mas eu não posso rasgar e você

Você se tornou tão absurdamente cruel


Choir


Você me mata com a sua voz, atirar-me o coração

destruir-me bem... e eu ainda estou aqui

Porque não há ninguém como você, que fizeram a sua marca em mim

Você me faz ser alguém melhor... Hoje eu preciso do seu amor


Hoje você não é, agora a sua luz me escapou e não... de você

fazer promessas para o céu para ver se assim

eu possa recuperar o seu amor, eu posso ressuscitar os meus sentidos

eu desligar a luz, para você entrar em minha pouca vontade de viver

e se eu achar eu percebo que não é você

inventar você descobrir que o seu coração não é o mesmo de antes

e eu não posso rasgar e você

Você se tornou tão absurdamente cruel


Refrão: (x2)

Hoy Que No Estás


Hoy que no estas, y me abandono poco a poco y tengo frio

Sé, que tus espacios nunca los podré llenar sin ti,

que nunca vi las flores que , tu pobre corazón, me entregaban...

Apago la luz, y me desplomo con el peso de mi soledad,

veo esa luna en la ventana que me va a matar.


Y me concentro en la pared, buscando no pensar, no pensar en ti.

Pero no puedo arrancarte y tu,

Te has vuelto tan absurdamente cruel....


Coro.


Puedes matarme con tu voz, acribillarme el corazón,

aniquilarme la razón... y sin embargo estoy aqui.

Porque no hay nadie como tu, que haya hecho huella en mi interior

Que me haga ser alguien mejor.. hoy necesito de tu amor.


Hoy que no estas, hoy que tu luz se me ha escapado y que no se ...de ti,

hago promesas a los cielos para ver si así,

Puedo recuperar tu amor, puedo reanimar mis sentidos..

Apago la luz, para buscarte entre mis pocas ganas de vivir,

y si te encuentro me doy cuenta que ya no eres tu,

que tu figura la inventé, que tu corazón no es el de antes

y es que no puedo arrancarte y tu,

Te has vuelto tan absurdamente cruel..


Coro: (x2)

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS