Forrest

Jovem Werther


FORREST

Até tentei mudar... Para que não se repita
Encenei qualidades tão consagradas no palco da vida
Só achei estranho... Você não percebeu...
Logo você... Que finge não ser
Colhedora de frases..

Não penso em arriscar meu suor
Para ser bebida de alguém
Buscando ir além de alguma verdade...

Desfile por ali,
Meus olhos já fervem por ter bom valor
No peito medalhas, refletem você:
Uma vitória egoísta...

Sem perceber meus defeitos se encontram pra ti fazer
bem
Provo novas salivas sem economia
Sei que não suporta...
Meu jeito de encarar as balelas que sopram de
monogamia
Respeite as tiradas perpetuadas em breves notas.
Será que você não nota? Só você não nota...

Quando eu quis correr, minhas pernas travaram
Foi dado um nó... Noutro sentido, não estava comigo
Foi por escolher o caminho seguro de quem mora só
Solto, vivido, num canto esculpido, às pressas, por algo melhor.

Compositor: Arnaldo Bruno

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jovem Werther no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS