Jovem Dionisio

Porém

Jovem Dionisio


Parece bobeira um tanto
Penso em dinheiro quando
Penso em presente estando
Na frente de alguém

Cola-se na roupa o estampo
Acho que meu estilo é estranho
Não sei porque, mas eu trampo

Porém é fácil de viver
Me expresso por alguém
Confesso pode ser
Me entrego

Se não fosse nada, estaria bem
Caso a palavra faça-me refém (Caso a palavra faça-me refém)

(Murica)
Aproveito um tempo na prisão pra cuspir um refrão
Levo a primavera na camisa de botão
Textos de linhas finas que nós bordamos com a mão
Um pouco de atitude e rock 'n' roll também

Tudo vira vinho, tudo vira suco
Salve Dionísio, fumaça no estúdio
Isso é o suprassumo que abastece o Olimpo
Nada muito limpo, tudo muito sujo

Tudo vira suco, magoa vira vinho
To por mim sozinho, to por todo mundo
Pela rataria, pelos vagabundo
Por cada pirata
Dois mil e sempre

Porém é fácil de viver
Me expresso por alguém
Confesso pode ser
Me entrego

Se não fosse nada, estaria bem
Caso a palavra faça-me refém

Eu posso ir além
Se eu me encaixo neste tempo
Pois vendo a rua eu vejo a sua forma de pensar

Parece bobeira um tanto
Penso em dinheiro quando
Penso em presente estando
Na frente de alguém

Compositor: Gabriel Dunajski Mendes

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jovem Dionisio no Vagalume.FM

ESTAÇÕES