José Augusto
Página inicial > Romântico > J > José Augusto > Luzes da Ribalta

Luzes da Ribalta

José Augusto

José Augusto 1973


Vidas que se acabam a sorrir
Luzes que se apagam, nada mais
É sonhar em vão, tentar aos outros iludir
Se o que se foi pra nós
Não voltará jamais

Para que chorar o que passou
Lamentar perdidas ilusões?
Se o ideal que sempre nos acalentou
Renascerá em outros corações

Vidas que se acabam a sorrir
Luzes que se apagam, nada mais
É sonhar em vão, tentar aos outros iludir
Se o que se foi pra nós
Não voltará jamais

Para que chorar o que passou
Lamentar perdidas ilusões?
Se o ideal que sempre nos acalentou
Renascerá em outros corações

Para que chorar o que passou
Lamentar perdidas ilusões?
Se o ideal que sempre nos acalentou
Renascerá em outros corações

Composição: Charles Chaplin / Geoffrey Parsons / Antonio Almeida / João de Barro

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a José Augusto no Vagalume.FM

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS