Pagode Em Baldim

José Alves e Adan


PAGODE EM BALDIM
Tito Mendes


Arreei o meu cavalo e passei pelos atalhos.
Com a menina fui falar.

Me falaram que o pai dela é como um burrão de cela,
Valentão lá do lugar.

Eu cheguei na casa dela ela estava na janela
E o velho foi chamar.

Ele é muito valente, estava armado até os dentes
Começou me provocar.

Eu então gritei mais alto, do cavalo dei um salto
Com o velho falei assim:
“O senhor está enganado, eu nasci lá no cerrado, município de Baldim”.

Viu que eu sou parada torta, ele então abriu a porta
Me convidou pra entrar.

Perguntou o que eu queria.
“Eu vim ver sua filha, só com ela vou falar”.

Ele veio pro meu lado, com os olhos arregalados
Começou a me falar:
“Minha filha é muito nova, eu quero que você prove que com ela vai casar”.

Nessa hora eu tive medo
E saí dali mais cedo, sem resposta ao velho dar.

Esse velho é pirracento, desse jeito não agüento,
É melhor eu terminar.

Compositor: Tito Mendes

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a José Alves e Adan no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS