Ventania

Jorge Guedes e Família


Quando nasci dei um berro
Que em toda pampa se ouviu
Saltei que nem ventania
Do ventre que me pariu
Já sai dando guascasso
E bufando na imensidão
Ligeiro que nem um raio
Soltando chispa e trovão

Desde então viro este mundo
De topete levantado
Manejo bem a cordeona
E quebro queixo de aporreado
Pelos redutos de china
Por certo me encontrara
Enrabichado com a dona
Mais linda deste lugar

Me chamam de ventania
Por andar em disparada
Já derrubei muitos ranchos
Onde cruzo abro picada
Escarvoando o chão colorado
Faço o céu mudar de cor
E os galos ficar quietinhos
Para escutar o cantor

E assim brotei como o vento
Brisa mansa ou temporal
Pisoteando as macegas
Com as patas do meu bagual
Se o mundo me vir por cima
Faço um furo bem no meio
Salto pra cima do bicho
Finco a espora e gineteio

A terra fica pequena
Pra quem anda nas alturas
Dum grão eu faço uma dúzia
Para aumentar a fartura
A faísca incendeia a noite
No fogo faço fervor
Sou ventania relinchando
De léguas se ouve o rumor

Escramuça esta vida potra
No repicar da vaneira
Exalo o mais bugre encanto
Alegrando a querência inteira
Me esparramando no mundo
Chacoalho as franjas do pala
Abram cancha xirusada
É o ventania que se embala

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jorge Guedes e Família no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS