Mates de Ontonte

Jorge Guedes e Família


Eu quero um mate que mate a saudade
De quando a amizade nos tornava iguais
E havia o respeito e a cordialidade
Daqueles tempos que não voltam mais

Eu quero um mate que mate a saudade
Dos bons conselhos que um dia aprendi
Onde se honrava a palavra dita
Lição bonita que nunca esqueci!

Eu quero um mate que mate a saudade
Do romantismo que o amor reparte
Eu quero um mate que mate o desejo
De roubar um beijo na bomba do mate!

Eu quero um mate que mate a saudade
Do gesto amigo do aperto de mão
Velhos valores, do sistema antigo
Daqueles tempos que já longe vão

Eu quero um mate que mate a saudade
Dos bons costumes de antigamente
Onde os rituais das rodas de mate
Faziam parte da vida da gente!

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jorge Guedes e Família no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS