Das Missões

Jorge Guedes e Família


Missões do chão colorado
E do redomão caborteiro
Escutem trocando orelha
A polca de um missioneiro

Missioneiro sem falquejo
Não sou de atalhar caminho
O potro eu domo na espora
E a china amanso a carinho

O dia que eu perco a calma
Tudo muda de figura
Até o finado se levanta
Pra bailar na sepultura

Nas missões nasci gaiteiro
E me agrada um baile de rancho
Se não tiver como eu gosto
Depois de pronto eu desmancho

Já levei coices na vida
E de todos me defendi
Sou que nem pau de amarilho
Não timbro nem dou de si

No jogo as vez eu sou sem sorte
Mas no amor sou persistente
E quando eu gosto da prenda
Sou pior do que dor de dente

Bobo metido a maleva
Comigo não faz cartaz
Se ajoelha na minha frente
E eu faço voltar pra traz

Nas missões nasci gaiteiro
E me agrada um baile de rancho
Se não tiver como eu gosto
Depois de pronto eu desmancho

Já acabei muito surungo
De me arrastar no facão
Igual lebre em chácara grande
Sentadita nos garrão

Churrasco eu gosto do peito
Pois isto é só pra quem pode
Sentir a graxa escorrendo
Se agarrando no bigode

Sou missioneiro meu irmão
E não me cutuquem com vara
Pois ninguém me bota freio
Nem com pelego na cara

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jorge Guedes e Família no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS