Costeira

Jorge Guedes e Família


Nasci num rancho costeiro
Na beira do Uruguai
Iscando a legenda macha
Que eu herdei do meu pai
E ouvindo o choro da terra
Que com as águas se vai

Me criei pelos pesqueiros
Nos meus tempos de guri
Comi muito ensopado
De pintado e de pati
E lacei a meia espalda
Certa feita um surubi

Tenteava bóia campeira
Nutrea com massa cuscuz
Uma jacuba reforçada
Omelete de avestruz
E uma mulitita assada
Ainda hoje me seduz

Lembro de velhas caçadas
Com um veadeiro pegador
Granindo no rastro certo
No mato ou no corredor
Sacando o couro dos bichos
Pra badana e tirador

Lembro a planície florida
Aromando a costa do rio
Ainda tenho nos ouvidos
Sons de roncos de bugio
E uma cantiga costeira
Da bugra que me pariu

Me enxergo nas bailantas
Num rancho de santa fé
Chapéu tapeado na nuca
Destorcendo um chamame
Com uma paisana de allá
Linda flor do agua pé

Sonho com noites balseiras
Com a lua cheia remando
Solito entre o céu e a água
Como um valente chibeando
Num caíque cortador
Ladeado de contrabando

Por isso as vezes tristonho
Numa vila da cidade
Recorro o espinhel da vida
Que eu isquei na mocidade
E só encontro a piava dos sonhos
Que se fisgou na saudade

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jorge Guedes e Família no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS