El Museo de La Distancias Rotas (tradução)

Jorge Drexler


O Museu de Distâncias quebrados


O Museu de distâncias quebrados

Ele ficou com o que você disse

Você estava saindo com conta-gotas

Sua vida na minha, sua vida na minha


Um silêncio que veio de longe

Foi para encher meu coração vazio

No penalidade estava flutuando no rio


Todo mundo à mercê de sua corrente

e à mercê da gravidade, o véu. De repente o temp

permaneceu dormente

Sua mão no meu cabelo, sua mão no meu cabelo


E o silêncio com seus próprios olhos

Foi para encher meu coração vazio

No penalidade estava flutuando no rio

No penalidade estava flutuando no rio

El Museo de La Distancias Rotas


El museo de las distancias rotas

Se quedaba con lo que me decías

Tú dejabas con cuentagotas

Tu vida en la mía, tu vida en la mía.


Un silencio que llego de lejos

Fue a ocupar mi corazón vacío

De la pena que se llevó flotando el río.


Cada cual a merced de su corriente

Y a merced de la gravedad, el velo

De pronto el tiempo quedó latente

Tu mano en mi pelo, tu mano en mi pelo.


Y un silencio con tus mismos ojos

Fue a ocupar mi corazón vacío

De la pena que se llevó flotando el río,

De la pena que se llevó flotando el río.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS