Página inicial > Forró > J > Jorge de Altinho > Raimundo Jacó

Raimundo Jacó

Jorge de Altinho


De manhã bem cedinho quando o galo cantava,
ele se
espreguiçava e pulava no chão
e cheio de vida ele
enfrentava a lida diária do nosso sertão,
mas dia de domingo ele se divertindo poeira subindo boi na pista caindo
montando em brabo como ele só
o povo
gritava viva Raimundo Jacó,
mas um dia o sol nasceu a
tarde esmoreceu a lua não saiu a caatinga entristeceu
o gado espalhado o vaqueiro não recolheu
a notícia correu
Raimundo Jacó morreu,
sofreu cavalo perneira
gibão quixaberia a espora
e minha viola ainda chora de
fazer dó
se hoje o cachoro late
e o velho chocalho bate
é morrendo de saudade de Raimundo Jacó.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jorge de Altinho no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS