Boiada

Jorge de Altinho


Monto meu cavalo sol brilhando
Tudo que me resta é um amor
Vou pela estrada galopando
Sou um caminhante, um tangedor
Eu rebato o gado, açoito o vento
Vivo da saudade que ficou
Solto meu aboio no caminho
Pois de tanto andar sozinho
A solidão se acostumou
Ô, ô, boiada
Pisa sobe a poeira desse sertão
Ô, ô boiada
Diz quanto tempo dura uma paixão

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Jorge de Altinho no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS